Negócios nacionais aparecerão sem custos no Google Shopping

Nos próximos dias, a área Shopping do Google vai apresentar propagandas de negócios do Brasil sem custos. A ação já está acessível nos Estados Unidos desde o mês de abril e visa acelerar a divulgação de pequenas e médias lojas dos respectivas país.

Hoje em dia, essa parte de Shopping possui várias métricas para a apresentação de produtos e serviços, sendo que a principal é a aquisição de espaço na pesquisa. Com a alteração recente, o Google divulgou que a boa parte dos resultados mostrados partirá de listas gratuitas.

“Na prática, isso significa que quando um consumidor procurar um produto específico, como uma peça de roupa, os resultados da busca exibidos na aba Google Shopping serão, em sua maioria, listagens gratuitas”, diz a companhia.

“A novidade vai ajudar e-commerces a se conectarem com possíveis compradores sem que faça diferença se eles anunciarem ou não no Google”.

Como fazer anúncios de forma gratuita no Google Shopping?

As listas gratuitas no Google Shopping serão realizadas usando a plataforma de uma companhia chamada Merchant Center.

 O procedimento acontecerá em uma aba de listas gratuitas no interior da plataforma, que também será empregada para propaganda paga. “Para as empresas que já usam o Merchant Center, nenhum esforço adicional será necessário”, disse a Google.

A modificação no processo de indexação do Google Shopping tende a ser benéfica para aqueles que comercializam na rede mundial de computadores e não tem o hábito de colocar muito dinheiro em divulgação.

Negócios nacionais aparecerão sem custos no Google Shopping
Foto: Divulgação

A parte de lojas virtuais possui destaque nos resultados de busca do Google e indexa os itens mostrados em um mecanismo próprio, disponível em google.com/shopping.

Para os consumidores, a alteração objetiva mais variedade no momento de buscar por novidades. De acordo com a gigante da internet, a lista gratuita contará com uma quantidade superior de negócios para os resultados de pesquisa no Shopping, além de maior variedade de oferta dos produtos.

O que você achou deste artigo?