Facebook anuncia remoção do número total de curtidas de páginas

O Facebook liberou uma identidade visual simplificada para as suas páginas nesta quarta-feira, 6 de janeiro. A mídia social também não exibirá a quantia total de curtidas das páginas, somente as quantidades de seguidores.

De acordo com uma nota oficial da companhia, o intuito é deixar mais claro quantos indivíduos podem ser atingidos por cada material compartilhado. O número de reações em publicações, como curti, uau e amei, continuam aparecendo e, a partir de agora, as páginas darão mais espaço para informações sobre as pessoas.

Além disso, essas novas funcionalidades serão disponibilizadas para os usuários do Facebook gradativamente, ao longo do ano. “Ao contrário dos likes, os seguidores de uma página representam as pessoas que podem receber as atualizações, o que ajuda a dar às figuras públicas uma indicação mais forte de sua base de fãs”, declarou o chefe de conexões públicas e monetização do Facebook, Asad Awan.

Facebook anuncia remoção do número total de curtidas de páginas

Vale salientar que os administrares de páginas terão condição para desenvolver um nova forma de postagem na forma de respostas e perguntas visando melhorar a interação com o seu público-alvo. Outra questão é que as páginas poderão acompanhar outros produtores de conteúdo, elaborando assim, uma linha de notícias destinado para os administradores.

A empresa também inseriu uma gestão para página. Ou seja, essa ferramenta permitirá oferecer diversos níveis de acesso para realizar ações especificas, como Insights, Anúncios, Conteúdo e Atividade e Mensagens da Comunidade.

Números do Facebook no Brasil

O Brasil é o quarto país com mais usuários no Facebook no último ano, de acordo com reportagem do site especializado em tecnologia, TecMundo. Sendo assim, o país contava com cerca de 120 milhões de usuários ativos no primeiro semestre do ano passado.

O topo da lista do estudo (que contou com 20 países da América, Europa, Ásia e África) estava Índia, Estados Unidos e Indonésia, com 280 milhões, 190 milhões e 130 milhões de pessoas conectadas, respectivamente.

O que você achou deste artigo?