PIX: Sistema instantâneo de pagamentos tem lançamento antecipado

O Banco Central optou por adiantar para o dia 5 de outubro o registro das chaves de endereçamento para receber um PIX, ou seja, o sistema de pagamento e transferências instantâneas.

De acordo com o Banco Central, essas chaves são vistas como forma simples e facilitada de reconhecimento do recebedor. Sendo assim, o pagador não vai necessitar de informações para o número da instituição financeira, a agencia e a conta bancária para realizar uma transferência financeira.

Para poder receber um PIX, a partir do mês de outubro, é só entrar no aplicativo da instituição em que se possui a conta e promover o registro da chave, ligando o número de telefone celular, o email, o CPF ou CNPJ daquela conta em questão.

Sendo assim, os dados serão guardados em uma plataforma tecnológica criada e gerenciado pelo Banco Central, intitulada Diretório Identificador de Contas Transacionais (DICT), um dos componentes do Pix.

Início da operação com o PIX no território nacional

Ainda segundo o BC, inicialmente programado para começar a operar no dia 3 de novembro, o registro foi antecipado para que os clientes e os bancos contem com um espaço de tempo para conhecer e aprender a utilizar adequadamente o PIX.

PIX: Sistema instantâneo de pagamentos tem lançamento antecipado
Foto: Agencia Brasil

Estarão acessíveis de maneira precoce todas as funções para o uso das chaves – além de registro, a eliminação, a modificação e a solicitação de posse e a portabilidade. As normas especificas serão detalhadas no Regulamento PIX, que divulgada no mês que vem.

Além disso, o Banco Central comunicou que a inclusão no período antecipado de registro de chaves será opcional para os bancos e agencias de pagamentos participantes do PIX. Tendo como requisito básico a finalização de forma bem sucedida da fase de homologação.

Pagamentos pelo WhatsApp

Vale salientar que a chegada do sistema PIX também pode representar uma nova possibilidade para a realização de envio e recebimento de quantias pelo WhatsApp. A ideia do aplicativo é facilitar as transferências financeiras para ajudar a empreendedores, pequenos empresários e profissionais autônomos que negociam, vendem e recebem pelo aplicativo.

A função chegou a ser anunciada pelo WhatsApp recentemente, mas foi adiada para aguardar pelo lançamento do sistema PIX.

Autor:

O que você achou deste artigo?