MEI tem até o dia 31 de maio para entregar declaração anual

O período para o Microempreendedor Individual (MEI) entregar a Declaração Anual de Rendimentos do MEI (DASN-SIMEI) se encerra nesta segunda-feira, 31 de maio. De acordo com reportagem do portal Pequenas Empresas & Grandes Negócios e de dados da Receita Federal, milhares de empreendedores ainda necessitavam entregar a prestação de contas.

Vale salientar que o microempreendedor que não efetuar a declaração dentro do tempo adequado terá de arcar com uma multa de 50 reais ou de 2% em cima das taxas decorrentes dos detalhes prestadas pelo DASN. Segundo dados do Sebrae, o Brasil conta com cerca de 11,3 milhões de microempreendedores.

Como fazer a declaração do MEI?

Para efetuar a Declaração Anual deste ano, é só entrar na página Empresas e Negócios dentro do portal do Governo Federal e apertar na parte “Empreendedor”. Neste local, cliquei no link “Já sou MEI” e, posteriormente, na “Declaração Anual de Faturamento”.

Antes disso, é preciso levantar todo os ganhos de sua companhia no ano passado, mês a mês (existe um modelo na própria página Empresas e Negócios. Mas, fique atento porque o valor necessita ser o mesmo das notas fiscais emitidas no decorrer do ano de 2020.

Caso seja a primeira declaração do MEI, o Sebrae ainda pode instruir o empreendedor de maneira gratuita por meio do telefone 0800 570 0800. Além da Declaração Anual, o MEI também precisa prestar atenção à entrega do Imposto de Renda 2021, que também se encerra neste último dia do mês de maio.

Quantidade de microempreendedores cresceu no decorrer do ano passado

A quantidade de MEI aumento no território nacional no último ano. Do total de 3.359.750 empresas abertas no período, 2.663.309 eram MEIs, correspondendo a um aumento de 8,4% em comparação com o ano de 2019.

MEI tem até o dia 31 de maio para entregar declaração anual
Foto; Agencia Brasil

As informações são do Mapa de Empresas, do Ministério da Economia, equivalentes ao terceiro quadrimestre do ano passado. Além disso, a classificação de empresa criada no país para regularizar de maneira simplificada a situação de muitos empreendedores nacionais que antes eram considerados trabalhadores informais.

Sendo assim, qualquer brasileiro que deseja iniciar um negócio ou já atua por conta própria e fatura até 81 mil reais anualmente pode se tornar um Microempreendedor Individual.

Autor:

O que você achou deste artigo?