Instagram terá solução de afiliados para ajudar criadores a faturar mais

Recentemente, o Facebook confirmou que vai desenvolver um mecanismo relacionado ao setor de afiliados do Instagram para produtores de conteúdo. Agora, os influenciadores são capazes de mostrar nas suas contas as lojas do instagram Shop e as marcas de itens que estão utilizando em suas publicações, além de divulgar parcerias comerciais.

Com esse novo mecanismo, também se tornará possível faturar comissão por produtos comercializados no próprio app. Quando a novidade estiver disponível, os demais usuários da plataforma receberão uma notificação no topo da imagem: ‘qualificado para comissão’.

Deste modo, o Instagram salientou que aquele produtor está apto a faturar em cima das vendas que for capaz de efetuar. Sendo assim, o recurso começará a ser testado nos Estados Unidos e tende a ser liberado para outros países em breve.

Todavia, os criadores de conteúdo de todo o planeja já podem associar a sua loja no Instagram a sua conta particular, e não apenas a conta comercial, como acontecia anteriormente. Conforme a mídia social, isso possibilitará que esses usuários promovam vendas diretas aos seus seguidores, que saberão facilmente quem estão ajudando.

Detalhes sobre o recursos de afiliados na plataforma do Instagram

Na nota oficial, o Instagram também anunciou que vai aumentar o projeto de emblemas nas transmissões ao vivo, além de fornecer esse serviço para nove outras nações, sem declarar quais seriam esses locais.

Instagram terá solução de afiliados para ajudar criadores a faturar mais

Portanto, os criadores de conteúdo terão mais possibilidade de aumentar o seu rendimento ao atingir algumas metas, como receber certa quantidade de estrelas dos seus seguidores ou efetuar uma transmissão por uma quantidade de horas determinadas.

Segundo o comunicado, o Instagram também promete facilitar a forma de desenvolvimento de lojas online na sua plataforma, para que os influenciadores possam anunciar os seus próprios itens. A ferramenta estará acessível até o final deste ano para um grupo escolhido usuários e marcas.

Autor:

O que você achou deste artigo?