HomeFacebook não diminuirá receita de criadores de conteúdo nos próximos dois anos

Facebook não diminuirá receita de criadores de conteúdo nos próximos dois anos

Em um esforço para “ajudar mais criadores a ganhar a vida em nossas plataformas”, o Facebook manterá os eventos online pagos, assinaturas de fãs, emblemas e os próximos produtos de notícias independentes sem comissões por mais dois anos, de acordo com o CEO Mark Zuckerberg.

Isso significa que os criadores continuarão a receber 100% da receita obtida na plataforma até um período não especificado em 2023. O Facebook inicialmente planejava introduzir uma taxa em agosto, mas estendeu o prazo. Muitas pessoas se voltaram para eventos virtuais durante a pandemia como uma fonte adicional de renda ou uma forma de escapar da vida de bloqueio.

Com isso em mente, a Apple e o Google concordaram em suspender temporariamente sua compra, mas começarão a cobrar taxas novamente no próximo ano, informou a CNET. Zuckerberg usou o anúncio para atacar a Apple, que deu início à sua conferência anual de desenvolvedores, prometendo que “quando introduzirmos uma participação nos lucros, será inferior aos 30% que a Apple e outros recebem”.

Hoje em dia, A Apple coleta uma comissão de cerca de 30% em cima do preço de aplicativos pagos e compras no aplicativo por meio da App Store. Em novembro, a empresa anunciou que reduziria essa taxa para 15% para desenvolvedores com menos de US$ 1 milhão em vendas líquidas anuais, reduzindo pela metade o valor que os pequenos fabricantes de aplicativos pagam à Apple.

Declaração do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg

“Também estamos lançando uma nova interface de pagamento para que os criadores possam ver como as taxas e impostos de diferentes empresas estão impactando seus ganhos”, escreveu Zuckerberg em um post no Facebook.

Facebook não diminuirá receita de criadores de conteúdo nos próximos dois anos
Foto; Agencia Brasil

Começando com eventos online pagos, os criadores logo verão seus pagamentos estimados após impostos, reembolsos e taxas de plataforma móvel de compras feitas em dispositivos iOS e Android, quando aplicável.

Cristina Possamai
Cristina Possamai
Formada em jornalismo, com uma década de experiência em veículos de comunicação impresso, rádio, TV e com criação de conteúdo para internet sobre empreendedorismo e negócios.
ad

Últimos artigos

Veja mais