Facebook lança ferramenta para controle dos direitos de imagens

O Facebook está dando às pessoas mais controle sobre sua propriedade intelectual. A rede social apresentou, na segunda-feira, o Rights Manager for Images – uma nova ferramenta que usa tecnologia de correspondência de imagens para ajudar criadores e editores a proteger seu conteúdo.

De acordo com o The Verge, o Facebook fez parceria com um punhado de marcas não divulgadas para reivindicar imagens e moderar onde elas aparecem na plataforma e em suas subsidiárias, incluindo no Instagram.

A National Geographic, por exemplo, pode fazer upload de fotos para o Rights Manager do Facebook, permitindo monitorar onde essas fotos são publicadas – inclusive nas páginas do Instagram de outras marcas.

A revista pode, então, decidir deixar as imagens nas publicações, emitir uma remoção, atribuir crédito por meio de um link de propriedade ou bloquear a postagem em determinados territórios. Não há informações sobre quem terá acesso antecipado ou quando a função estará mais amplamente disponível.

“Queremos ter certeza de que entendemos o caso de uso muito, muito bem desse conjunto de parceiros confiáveis ​​antes de expandi-lo”, disse Dave Axelgard, gerente de produto de criador e experiência de editor no Facebook, ao The Verge.

“Como você pode imaginar, uma ferramenta como esta é muito sensível e muito poderosa, e queremos ter certeza de que temos grades de proteção no lugar para garantir que as pessoas possam usá-la com segurança e de maneira adequada”.

Como utilizar o novo recurso do Facebook?

Para começar, os administradores de páginas devem se inscrever online para acesso. Depois de aceito, basta adicionar o conteúdo que deseja proteger e deixar o Rights Manager cuidar do resto.

Facebook lança ferramenta para controle dos direitos de imagens
Foto: Visual Hunt

A ferramenta, parte da plataforma Creator Studio do Facebook, encontra conteúdo correspondente no Facebook e no Instagram. Os usuários também podem colocar na lista de permissões páginas ou perfis específicos que têm permissão para compartilhar imagens protegidas por direitos autorais.

A primeira iteração do Rights Manager no Facebook foi lançada em 2016 e destinada a criadores de vídeo. Ele tenta agilizar o processo de denúncia de violação de direitos autorais.

Por enquanto, não está claro como o novo recurso de foto afetará casos de uso como memes, ou que efeito terá no Instagram, onde as pessoas costumam compartilhar imagens de outros criadores, marcando o suposto detentor dos direitos como crédito.

O que você achou deste artigo?