Empresa aumenta faturamento com vendas de ferramentas em loja virtual

Com larga experiência no comércio de parafusos e porcas, um empreendedor catarinense necessitou se reinventar nos últimos tempos. Isso porque ele passou a comercializar as suas mercadorias pela rede em uma loja virtual.

Ao longo de 25 anos, os clientes que necessitassem de parafusos e itens semelhantes em Jaraguá do Sul necessitava se deslocar até o balcão do estabelecimento. Após se aprofundar no mercado virtual, o Paulo Schwarz apostou em ampliar o seu alcance e tentar atrair clientes de todo o território nacional.

“Nós fizemos uma pesquisa e realmente não havia ninguém no Brasil que fazia isso de forma especializada. Parafuso sempre foi um produto acessório para a maioria das lojas e nós então decidimos criar um portal que fosse especialista nisso”, disse em entrevista ao portal Pequenas Empresas Grandes Negócios.

A loja virtual começou a operar em janeiro, semanas antes da pandemia do novo coronavírus. A alternativa online não apenas ajudou a manter o faturamento nesse período, bem como proporcionou o crescimento do negócio.

“Este ano, a gente vem com crescimento de 25%, 30% ao mês. A gente está preparado para atender essa demanda porque temos uma estrutura física de uma empresa de 25 anos”, citou.

Funcionamento da loja virtual de ferramentas

Apesar disso, adquirir mercadorias tão especificas pela internet não é um processo simples. Para superar essa barreira, o empreendedor desenvolveu uma loja virtual com uso bem intuitivo, com imagens e informações precisas sobre as mil mercadorias cadastradas.

Quando o usuário acha o que estava buscando, um algoritmo de indicação mostra toda a linha de produto. “Nos dois anos de projeto, a gente ficou mais de um ano pensando como fazer pra que uma pessoa que não seja um especialista consiga comprar um elemento de fixação e tudo o que é agregado a ele”, declarou o empreendedor.

Empresa aumenta faturamento com vendas de ferramentas em loja virtual
Foto: Visual Hunt

O frete também possui valor fixo em torno de R$ 25 para qualquer lugar do país. Além disso, um dos diferenciais é o pacote que conta com itens separados em saquinhos resistência e são identificados por um QR Code.

Portanto, se faltar algum item durante a construção, basta colocar o celular na direção do código e o interessado chega a loja virtual. Esse é um dos pontos fundamentais para elevar a aprovação do cliente e diminuir as trocas.

“É aquela brincadeira: você entendeu ou quer quer eu desenhe? Desenha, porque se eu for comprar algum produto desse, eu preciso do desenho, preciso entender como eu faço uso desses materiais, das ferramentas e como eu não erro. Ele não vende parafuso, porca, ferragem. Ele vende solução, a informação”, afirmou consultora Ana Vecchi.

Hoje em dia, a companhia catarinense possui 40 colaboradores e cinco atuam de maneira exclusiva nas questões da loja virtual. “Nós estamos projetando R$ 800 mil em venda de parafusos pela internet. Acreditamos que temos chance de até superar esse número”, concluiu.

O que você achou deste artigo?