Twitter
RSS
Facebook

Quais as vantagens de vender na internet

O e-commerce não é mais uma tendência e sim uma realidade mundial. Segundo a 12ª edição da Pesquisa FGV-EAESP de Comércio Eletrônico, em 2009 o setor movimentou 210 bilhões de reais apenas no Brasil. Diante de tais cifras é impossível fechar os olhos para esse mercado.

Empreender por esse meio torna-se ainda mais convidativo quando aliamos à estes números vários outros aspectos, como, por exemplo, o baixo investimento inicial que se requer para dar os primeiros passos.

Evidentemente não custa pouco montar um gigantesco portal de vendas ou um e-commerce do mais alto nível, como os grandes magazines online, cujas marcas são conhecidas do grande público.

Porém existem caminhos bem menos dispendiosos e possíveis de serem trilhados por pequenos empresários que queiram garantir sua fatia nesse grande bolo.

O que faz de um pequeno e-commerce um grande negócio

A virtualidade dessa modalidade empresarial torna-a grande por natureza. Por menor que seja um negócio na internet, ele está de portas abertas ao mundo todo.

Diferentemente de um estabelecimento comercial físico, que busca atender um determinado bairro, cidade, ou, quando muito, uma região, um endereço de comércio eletrônico pode ser acessado de qualquer parte de mundo e por um número infinito de clientes simultaneamente.

Teoricamente, na medida em que sua clientela crescer você não precisará estar ampliando as instalações de sua loja afim de que todos caibam confortavelmente em seu recinto. Você vai precisar, sim, reforçar sua estrutura de servidores, etc., mas não é nada comparável a contratar arquitetos, engenheiros, pedereiros, pintores, eletricistas…

Os negócios online redesenharam o perfil do novo empreendedor

Para qualquer empreendedor antenado, que capte o conceito dos negócios na internet, fica claro rapidamente que trata-se de algo vantajoso.

Muitos entendem isso apenas como uma possibilidade de alavancar seus negócios já existentes no âmbito físico, mas outros percebem que se desenvolverem um empreendimento 100% online poderão dispor de comodiades nunca antes imaginadas pelos grandes mercadores, como, por exemplo, atender clientes do mundo todo a partir de suas casas.

Essa possibilidade vai ainda mais além quando o e-commerce trata-se um comércio de produtos digitais, como por exemplo, softwares, músicas, vídeos, cursos, livros digitais, fotos e muitos outros artigos que podem ser entregues via a pópria internet, possibilitando assim que todo o processo de comercialização se dê pela própria rede.

Nestes casos o empreendedor terá um negócio administrável de qualquer parte do mundo e margens de lucros altíssimas, uma vez que não terá custos de produção, armazenagens, fretes, etc.

comercio-internet 

E você, já tem um negócio na internet? Quais as vantagens que enxerga nisso?







Deixe seu comentário